Mais uma sarada
<div id="fb-root"></div><script src="http://connect.facebook.net/en_US/all.js#appId=185684111450227&xfbml=1"></script><fb:like href="http://maisumasarada.forumotion.com" send="true" width="450" show_faces="true" action="like" font=""></fb:like>


Seja bem vinda(o)
 
InícioPortalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Aerobico em jejum

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Pedro C de oliveira



Mensagens : 14
Pontos : 20
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/08/2009
Idade : 39
Localização : niteroi

MensagemAssunto: Aerobico em jejum   Ter Ago 11, 2009 8:47 am

ja pratiquei esse protocolo ,suplementando com café forte sem açucar e yohimbina.tive bons resultados de aceleração da perda de gordura sem um catabolismo visivel.
consiste em acordar,tomar 500ml de agua com a quantidade correta de yohimbina,ir ao banheiro,tomar uma xicara de café bem forte(uso 5 colheres de soluvel com adoçante) e caminhar de forma moderada por 30min;mais 500ml de agua ,esperar 30min pra fazer o desjejum(fazia assim:whey/albumina/malto/aveia/glutamina/bcaa/vitc)
percebi dessa forma que o bf estava baixando ,fazia somente em dias sem treino.
o que acham desse protocolo ,pois intendo que existe muitas contradições tecnicas sobre ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
joana



Mensagens : 23
Pontos : 31
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 34
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Ago 11, 2009 12:03 pm

oi Pedro! tenho lido muito sobre o assunto e realmente nã há consenso relativamente a este tema. Eu vou experimentar e ver o que dá. Vou colocar aqui um texto para você ler, publicado por Waldemar Guimaráes que é um grande entendido da matéria e que treina vários atletas com os quais aplica este método.


QUEIMANDO GORDURA COM EFICIÊNCIA
Ao tratarmos do tema: treinamento específico para queimar gordura, é preciso lembrar, de início, que ainda existem muitas dúvidas entre as pessoas que praticam atividade física. Podemos afirmar que sem uma dieta adequada, não há uma queima de gordura satisfatória em termos de perda de peso, pois de nada adianta treinar corretamente e depois ir para algum fast-food se encher de batatas fritas, doces e refrigerantes e ainda por cima esperar um milagre. Pior do que isso é pessoa sair por aí falando mal dos professores e da academia onde treina, porque não estava perdendo peso. Qual é o sujeito que não gostaria de ter um físico musculoso e com pouca gordura não é mesmo? Atualmente, a maioria das pessoas almeja este tipo estético e vão para as academias em busca do seu corpo perfeito. Pois bem, só que é freqüente essas pessoas começarem a realizar uma dieta e um programa específico para a perda de gordura e pronto, o sujeito começa a fazer um monte de exercício aeróbico além de fazer absurdos com a dieta, o que tenderá a acarretar uma perda significativa de volume muscular e pior, tal fato leva o praticante a desistir da dieta e dos treinamentos específicos para essa finalidade. Acontece que o nosso corpo não foi feito para utilizar gordura como fonte primária de energia, muito pelo contrário. Biologicamente e antropologicamente falando, esse processo já data alguns milhares de anos e ocorre como uma espécie de instinto de sobrevivência, e a gordura será mesmo preservada pelo nosso organismo. Num exercício aeróbico normal seus estoques de glicogênio estão em alta, então, seu organismo utilizará como fonte primária de energia esse glicogênio disponível nas fontes musculares e hepática, seguido pela queima da proteína muscular, e aí sim a tão desejada gordura. Ao contrário do que alguns profissionais e estudos costumam afirmar, ao dizerem que a primeira fonte energética é o carboidrato, a segunda a gordura e a terceira a proteína muscular. Se fosse assim tão difícil queimar proteína muscular, todo mundo ficava grande e seco e não seriam necessários o uso dos BCAAs, glutamina e outros suplementos anticatabólicos numa dieta para definição. Teríamos assim, o prazer de ver vários atletas se consagrando com baixos gastos em dieta e suplementação, o que na prática não condiz com a realidade. Para o nosso corpo começar a queimar gordura como fonte primária num exercício aeróbico convencional são necessários, basicamente, 20 minutos dessa atividade para seu corpo chegar nesse estágio, portanto não seria tão indicado para as pessoas que almejam certo volume e definição muscular, pois além de queimar muita massa magra, a pessoa tende por fadigar seus membros locomotores, já que só após esse período inicial é que o metabolismo orgânico começa a queimar gordura de verdade. Então, com seu organismo utilizando como fonte primária o glicogênio e proteína muscular, consideramos impróprio ou menos produtivo esse tipo de atividade física, para quem quer perder gordura e minimizar o catabolismo! Mas, mesmo assim o praticante ainda insiste em correr ou caminhar com o bucho cheio de carbo e o glicogênio lá em cima! Qual será o resultado? Muito catabolismo muscular e pouca perda de gordura em comparação com a perda total! O que fazer, então, para maximizar a queima da gordura e minimizar o catabolismo muscular em termos de treinamento aeróbico? Bom, esta é uma pratica simples e que não tem muito segredo, é o exercício aeróbico realizado de manhã cedo em jejum. Em jejum? Como assim?! Isso não vai perder mais massa muscular ainda?! Muito pelo contrário, caro leitor, ao realizar atividade aeróbia em jejum, você irá manipular o treinamento de uma forma em que você obrigará o seu organismo a utilizar a gordura como fonte primária de energia, e o melhor, com catabolismo em quase zero! Mas como isso ocorre? O período em que acordamos é um período precioso do dia, ou seja, após ficarmos por muito tempo sem comer nada propicia-se um ambiente muito favorável para queima de gordura, pois com a caminhada moderada nessas condições seus estoques de glicogênio estão em baixa, e seu corpo será obrigado a utilizar a gordura como fonte primária de energia. Muitos “profissionais”, Phds e Mestres questionaram nossas afirmações, inclusive na pós-graduação que cursamos. Acharam um absurdo que se utilize esse tipo de prática com nossos clientes, alegando que esse procedimento não é eficiente e ainda por cima perigoso. Em nossa opinião, para esses profissionais até o fato de você respirar dentro da academia pode ser perigoso, eles tratam seus alunos como adolescentes inconseqüentes e para alguns chegam a afirmar que até o agachamento ou o terra fazem mal para a saúde, que podem te deixar paraplégico e coisa do tipo. Pelo fato de que não existia nenhuma comprovação científica desta prática, eles não recomendavam a ninguém. Mesmo com nossas alegações, dizendo que isso tem sido utilizado com sucesso no mundo todo por atletas de competição e pessoas que almejam um físico mais definido e atraente, eles diziam que não existiam fatos que comprovassem, ou seja, dados científicos. Não obstante, recentemente a ciência comprovou a eficácia dessa prática, através de um estudo sério e muito detalhado e publicado no Journal Applied of Physiology, concluindo que esta é a melhor prática para queima de gordura enquanto se perde o mínimo de massa muscular. Infelizmente, para alguns dos cientistas retratados anteriormente, se não existe uma comprovação dada pela ciência eles não acreditam, e pronto! Mas em se tratando de treinamento de musculação com pesos, o assunto não deveria ser visto de maneira tão extrema. Será que eles não sabem que a ciência só está comprovando agora o que os culturistas já sabem desde a década de 1970? De certa maneira, chega a ser revoltante tamanho recalque e arrogância da parte desses profissionais da área médica e da saúde. Muitos deles sequer puxaram algum peso na vida e querem ser os deuses do olímpo, defendendo com unhas e dentes suas teorias “científicas”, muitas vezes mirabolantes e quase sempre feitas por ratos maratonistas, fato que não se aplica a quem treina com pesos, onde existem muitas diferenças e peculiaridades, portanto inconclusivos. Voltando ao assunto do exercício, muitos ainda se perguntam: mas as calorias queimadas nesse exercício não serão as mesmas que em qualquer outro horário do dia? Realmente, mas não importa muito quantas calorias foram em si consumidas, mas sim de onde provêm essas calorias, que no caso do jejum serão em muito maior escala recrutadas da gordura, pois os níveis de glicogênio estão bem baixos, como já abordamos anteriormente. Ao acordar, antes de começar a atividade, recomendamos que se tome 500ml de água para quebrar o jejum total e evitar uma excessiva degradação das proteínas contrácteis (catabolismo). Se quiser, ainda, maximizar mais os efeitos benéficos do exercício, ao invés da água tomem 200ml de café preto com pouco adoçante ou de preferência sem nada, puro mesmo. O café servirá como um potente termogênico e maximizará os resultados. Alguns profissionais que utilizam essa prática orientam seus clientes a utilizarem a glutamina em conjunto com o café, porém não é do meu agrado esta prática, pois a glutamina é um aminoácido e as chances do corpo utilizar este como fonte energética no lugar da gordura é grande e pode atrapalhar o processo. Quanto ao treino, recomenda-se que a atividade seja realizada com média de 30 a 45 minutos de duração. Procure realizá-los 3 vezes por semana em dias alternados, e poderá verificar um efeito surpreendente em sua composição corporal já nas 2 primeiras semanas. Para iniciantes, se essa prática for realizada de forma brusca pode causar severa hipoglicemia. Dessa maneira, recomendamos que se procure um bom personal trainner ou realizem a atividade com prudência, começando com menos tempo, algo em torno de 10 minutos na primeira semana e gradativamente subir o tempo de atividade para 15, 20, 30 minutos, até chegar no tempo recomendado logo acima. Aos diabéticos, recomenda-se realizar esta atividade apenas com a supervisão de um personal trainner e com autorização médica, pois dependendo do caso poderá haver algumas restrições. A individualidade biológica deve ser respeitada a todo custo, portanto consulte um profissional da saúde para verificar se não existem restrições quanto a essa prática. Outra recomendação que fazemos é para que se ande com algum tipo de doce no bolso, pois caso houver tonturas pode ser um sinal da hipoglicemia chegando, e com esse doce em mãos o problema estará rapidamente sanado. Caso isso aconteça, pare com a caminhada imediatamente. O exercício deve ser feito com velocidade de moderada a baixa, pois só assim seu corpo irá mesmo recrutar a gordura como combustível principal. Se por acaso o mesmo for feito rapidamente, nada de queima de gordura! Como o glicogênio está em baixa, realizando a atividade de uma forma que você fique ofegante de imediato, você irá ultrapassar seu limiar aeróbico e será a sua sagrada musculatura que irá embora, ou seja, será canibalizada. Então, fiquem espertos! Chegando em casa tome mais água! Terminada a caminhada, ainda é necessário que não se tome o café da manhã antes de passados mais 30 minutos, pois nesse período seu corpo ainda estará queimando bastante gordura. Esse tempo é suficiente para você ir ao banheiro fazer suas necessidades e tomar um banho com tranqüilidade. Vale lembrar, ainda, que de nada adiantará você fazer caminhada em jejum, se tiver o hábito de acordar de madrugada para assaltar a geladeira. Outro horário muito semelhante ao jejum e favorável na queima de gordura é após a sessão de musculação, pois após um treino intenso, seus níveis de glicogênio estão bem baixos, o que facilitará a queima da gordura. Quinze a vinte minutos de ciclo ergômetro ou esteira fora o dia de treino de pernas são suficientes para essa fase. Recomendamos que se durma pelo menos de 6 a 8 horas por dia. A utilização de Whey Protein no café da manhã, como fonte de proteína de rápida absorção em conjunto com uma glutamina poderá ser uma ótima escolha. Nessa hora, se estiver de dieta para algum campeonato ou se preparando para o verão, nada de muita malto, utilize em conjunto algum carboidrato de baixo índice glicêmico como aveia, pois o uso do carboidrato de alto índice glicêmico vai elevar bruscamente a insulina, que por sua vez bloqueará imediatamente a lipólise, que é a queima de gordura. Se o seu whey for isolado utilize apenas uma ou duas colheres de malto. Em nossa experiência pessoal, fazemos uso de um shake composto por 30g de proteína de whey protein + 25g de proteína de mix protéico + 5g de glutamina + 20g de malto + 50g de aveia. Nesse momento, ingerimos 4 comprimidos de BCAAs + 1 Vita C de 500mg + 1 comprimido de Complexo B, todos em jejum, antes de administrar esse shake, para uma melhor absorção das vitaminas. Com tudo isso você não passará fome pelas próximas 2/3 horas. Caso não seja possível o uso destes suplementos tente apenas conseguir o whey que já estará de bom tamanho, mas ai você terá de comer em conjunto uma refeição sólida como pão integral com ricota. Neste composto recomendado os BCAAs servem para evitar que o whey seja utilizado como fonte de energia, a Vita C servirá para bloquear o cortisol, que é um hormônio altamente catabólico e o Complexo B que além de aumentar a síntese protéica junto com o Whey é de fundamental importância no processo da queima da gordura. Com as considerações aqui apresentadas, esperamos ter contribuído com os digníssimos leitores da revista, para chegarem aos seus respectivos objetivos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carol



Mensagens : 76
Pontos : 88
Reputação : 4
Data de inscrição : 10/07/2009
Idade : 30
Localização : Jaboticabal - SP

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Sex Ago 14, 2009 7:19 pm

Faz tempo que tenho pensado nisso também. De quem fez eu só vi relatos positivos.
Tem que avaliar detalhes importantes.
- Levantar, se trocar, tomar os 500 ml de água e sair praticamente imediatamente (no máximo uns 15 minutos depois que acordar)
- Ao retornar, mais 500 ml de água. O desjejum depois de 30 minutos.


Pessoal, quem tiver relato escreva aqui, é semmpre interessante.
Se eu for fazer vai ser o mês que vem, aí coloco aqui.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carol



Mensagens : 76
Pontos : 88
Reputação : 4
Data de inscrição : 10/07/2009
Idade : 30
Localização : Jaboticabal - SP

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Sex Ago 14, 2009 7:23 pm

Ps: queria algumas dicas.
Eu treino todos os dias das 10 ás 11 da manhã.
Se eu começar a utilizar esse método, vamos supor que eu acorde as 7 da manhã e saia para caminhar, isso vai prejudicar meu treino já que o intervalo entre a caminhada e o treino é um "pouco curto"?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
joana



Mensagens : 23
Pontos : 31
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 34
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Dom Ago 16, 2009 10:02 am

carol acho que isso não vai prejudicar o seu treino mas não há nada como experimentar...força e depois mostra os resultados.
Demolidor dá uma ajudinha...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEMOLIDOR



Mensagens : 482
Pontos : 625
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/07/2009
Idade : 36
Localização : RIO DE JANEIRO

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Seg Ago 17, 2009 12:57 pm

Situação delicada...Sinceramente acho que dependeria de cada indivíduo. Sabemos que o Café da Manhã é PRIMORDIAL para todos, principalmente para quem busca hipertrofia e por que ?????? Por que as taxas de Cortisol estão extratosféricas ao acordar e consequentemente DEVORANDO suas fibras musculares. Aí entra a difícil pergunta: Está perdendo GORDURA OU MASSA MAGRA ??????? Dei uma dica para a Joana para colocar uma colher de Mel antes do treino aeróbico de manhã...Glicose rápida que alivia as taxas matinais de Cortisol e queimar o mínimo possível de massa magra.

Espero ter ajudado,
Júnior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro C de oliveira



Mensagens : 14
Pontos : 20
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/08/2009
Idade : 39
Localização : niteroi

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Ago 18, 2009 5:31 am

demolidor,neste caso o jejum seria não seria quebrado?nesta intenção talvez umas miligramas de vitamina c e glutamina fossem igualmente eficazes(porem a glutamina poderia ser vista como fonte de energia tb).concordo com vc que cada um é cada um e devemos respeitar a individualidade do organismo,no meu caso funciona bem ,o catabolismo ocorre em menor quantidade do que um aerobico comum de longa duração.
lembrando que é importantissimo encontrar a intensidade adequada para o treino aerobico em jejum.
Carol ,eu treino da mesma forma que vc ,quando termina o protocolo(depois dos 30 min) consumo um café da manha forte:um shake(whey,albumina,malto,aveia),vit c,glutamina,bcaa meia hora depois disso batata doce ou pão 100% integral com alguma fonte de proteina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEMOLIDOR



Mensagens : 482
Pontos : 625
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/07/2009
Idade : 36
Localização : RIO DE JANEIRO

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Ago 18, 2009 5:48 am

Pedro C de oliveira escreveu:
demolidor,neste caso o jejum seria não seria quebrado?nesta intenção talvez umas miligramas de vitamina c e glutamina fossem igualmente eficazes(porem a glutamina poderia ser vista como fonte de energia tb).concordo com vc que cada um é cada um e devemos respeitar a individualidade do organismo,no meu caso funciona bem ,o catabolismo ocorre em menor quantidade do que um aerobico comum de longa duração.
lembrando que é importantissimo encontrar a intensidade adequada para o treino aerobico em jejum.

É como falei Pedro. É uma assunto muito controverso. Através da sua foto posso até (Quase) afirmar que dá certo para você até por que você parece Mesomorfo e isso ajuda e MUITO !!!!!!!!. A glutamina é um poderoso aminoácido anticatabólico e um bom "protetor" imunológico e isso RELAMENTE pode ajudar muito no aeróbico em jejum e sempre falo no Mel por ser uma fonte excelente de energia rápida e com propriedades medicinais. E então Júnior ????? Sempre digo: Testar é o que há de melhor na musculação.Deu certo para ti ????? Força brother.

Abração,
Júnior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro C de oliveira



Mensagens : 14
Pontos : 20
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/08/2009
Idade : 39
Localização : niteroi

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Ago 18, 2009 9:08 am

concordo 100% contigo meu velho,empirismo em musculação é ferramenta necessária!nunca experimentei o mel como combustivel ,mas é algo a se testar como já é algo pre digerido a absorção será rapida mesmo e quanto ao pico insulinico?manten-se por mais tempo que o açucar?
ps:é uma foto do inicio do ano onde estava tentando reduzir o bf ,como vc pode ver não tinha massa magra suficiente pra um resultado satisfatorio..rsrsrs

gosto muito dos seus post ,meu camarada.
um abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
joana



Mensagens : 23
Pontos : 31
Reputação : 1
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 34
Localização : Portugal

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Ago 18, 2009 5:13 pm

No livro"Body for life" o autor recomenda aeróbico em jejum (durante 20 min) com intervalos de intensidade...é uma teoria contraditória ao texto que coloquei aqui no fórum. É tanta informação que nem sei para onde me virar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zagolee



Mensagens : 309
Pontos : 443
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qua Ago 19, 2009 5:09 pm

DEMOLIDOR escreveu:
Situação delicada...Sinceramente acho que dependeria de cada indivíduo. Sabemos que o Café da Manhã é PRIMORDIAL para todos, principalmente para quem busca hipertrofia e por que ?????? Por que as taxas de Cortisol estão extratosféricas ao acordar e consequentemente DEVORANDO suas fibras musculares. Aí entra a difícil pergunta: Está perdendo GORDURA OU MASSA MAGRA ??????? Dei uma dica para a Joana para colocar uma colher de Mel antes do treino aeróbico de manhã...Glicose rápida que alivia as taxas matinais de Cortisol e queimar o mínimo possível de massa magra.

Espero ter ajudado,
Júnior.

Perfeito!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zagolee



Mensagens : 309
Pontos : 443
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qua Ago 19, 2009 5:12 pm

O Waldemar preconiza isto no seu próprio site, eu particularmente acho loucura.

Treinamento não é receita de bolo e as pessoas não são iguais (individualidade biológica).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEMOLIDOR



Mensagens : 482
Pontos : 625
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/07/2009
Idade : 36
Localização : RIO DE JANEIRO

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qui Ago 20, 2009 5:50 am

Pedro C de oliveira escreveu:
concordo 100% contigo meu velho,empirismo em musculação é ferramenta necessária!nunca experimentei o mel como combustivel ,mas é algo a se testar como já é algo pre digerido a absorção será rapida mesmo e quanto ao pico insulinico?manten-se por mais tempo que o açucar?

Depende Pedro de onde venha esse açúcar. Exemplo:

Frutose ------------- 32
Lactose ------------- 65
Sacarose ----------- 92
Mel ----------------- 104
Glicose -------------- 137
Glicose (Tabletes) ---- 146
Maltose -------------- 150

E sabemos que quanto maior o IG, mais alto o pico insulínico.

Abs,
Júnior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro C de oliveira



Mensagens : 14
Pontos : 20
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/08/2009
Idade : 39
Localização : niteroi

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qui Ago 20, 2009 7:02 am

demolidor,me referia ao tempo em que o pico permanece.estavel po mais tempo como malto ou rapido como a sacarose.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEMOLIDOR



Mensagens : 482
Pontos : 625
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/07/2009
Idade : 36
Localização : RIO DE JANEIRO

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qui Ago 20, 2009 9:28 am

O Mel é constituído de Sacarose (Carboidrato), além de outros açúcares (Glicose e Frutose), já o açúcar é basicamente constituído de Sacarose. Dê uma olhada nesta tabela:



Sendo assim podemos presupor que o Mel detém o maior pico insulínico simplesmente por ter um altíssimo IG (Maior que o Açúcar) e sabemos que quanto mais Glicose no sangue, mais descarga de insulina no organismo. Quando montamos uma dieta Pedro, sabemos da importância de priorizar certos carboidratos em determinados períodos do dia, os carboidratos de baixo a moderado índice glicêmico são recomendamos na maior parte do dia até antes do treino, por ter uma absorção mais lenta, vai fornecer energia contínua e uma elevação mais estável e lenta do açúcar no sangue, o que já não acontece com os carboidratos de alto índice glicêmico, que são mais indicados para depois do treino, pois elevam o nível de glicose no sangue, aumentando a glicemia e fornecendo energia rapidamente, necessária para recuperar-se dos treinos, repondo o glicogênio muscular e aumentado à demanda de insulina, hormônio altamente anabólico e que além de tudo vai ajudar na absorção de nutrientes (Proteínas, vitaminas, minerais e etc…) nas células musculares. No seu caso o Mel faria o papel simplesmente de evitar o catabolismo excessivo do Cortisol matinal.

Consegui te atender Pedro ??????? Wink
Júnior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro C de oliveira



Mensagens : 14
Pontos : 20
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/08/2009
Idade : 39
Localização : niteroi

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qui Ago 20, 2009 1:20 pm

meu velho,conheço esses parametros.todavia em algum topico da comunidade que pertenço foi dito que a maltodextrina mantem um pico de insulina regular por mais tempo que a sacarose que faria um pico mais alto só que por pouco tempo de duração.
desta forma na escolha de CHO no pós treino um mix de maltodextrina e mel se complementariam de forma a oferecer um pico mais alto de inicio e conseguinte uma manutenção deste pico pra que não ocorra a queda abrupta do nivel insulinico no sangue.
confere?
abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEMOLIDOR



Mensagens : 482
Pontos : 625
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/07/2009
Idade : 36
Localização : RIO DE JANEIRO

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Ago 25, 2009 2:28 pm

Pedro C de oliveira escreveu:
meu velho,conheço esses parametros.todavia em algum topico da comunidade que pertenço foi dito que a maltodextrina mantem um pico de insulina regular por mais tempo que a sacarose que faria um pico mais alto só que por pouco tempo de duração, desta forma na escolha de CHO no pós treino um mix de maltodextrina e mel se complementariam de forma a oferecer um pico mais alto de inicio e conseguinte uma manutenção deste pico pra que não ocorra a queda abrupta do nivel insulinico no sangue.
confere?
abraço

Desculpa a demora, mas estou muito ocupado ultimamente.Sobre sua perguntinha... Difícil brother. E vou te dizer com humildade: Não sei te responder. É mais fácil saber qual o maior pico de insulina, mas mantê-lo...Você quer me comprometer !!!!!!! Laughing . Vou tentar achar algo contundente por aqui, mas se achar algo aí divida conosco Wink .

Abração,
Júnior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Turatina



Mensagens : 81
Pontos : 92
Reputação : 2
Data de inscrição : 07/07/2009
Localização : Brasília - DF

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Qui Set 03, 2009 6:39 am

Encontrei esse artigo na internet, que defende o uso da aerobiose pra perda de gordura. Dá uma olhada pessoal.

AEROBIOSE EM JEJUM: FAZER OU NÃO FAZER ?
Por:

Waldemar Marques Guimarães Neto (Professor de Educação Física)

Osvaldo do Rosário Neto (Nutricionista)

"A gordura queima na fogueira dos carboidratos"! Quem nunca leu esta expressão em alguns livros ou ouviu de alguns professores, mestres e doutores referindo-se a ineficiência de realizar aerobiose em jejum? De uma forma geral, eles afirmam que a oxidação de lipídios só ocorre na presença de glicose. Após um período de jejum de aproximadamente 7-9 horas, segundo eles, não adianta realizar uma atividade aeróbica moderada para potencializar a lipólise, pois a reserva de glicogênio apresenta-se insuficiente para tal processo.

Em nossa experiência prescrevendo exatamente a atividade aeróbia em jejum durante quase duas década observamos justamente o contrário. Vale ressaltar que não é apenas a prática que corrobora a maior oxidação de gorduras quando o aeróbico é realizado em jejum. O pesquisador sueco Torbjorn Akerfeldt aponta ser possível solicitar três vezes mais gordura se exercitando pela manhã, em jejum, comparado à mesma atividade promovida no período da tarde após as refeições. Akerfeldt ainda recomenda pelo menos seis horas em jejum antes da atividade. Nessa situação, acredita Akerfeldt, que o organismo não tenha muito glicogênio estocado para ser solicitado como fonte de energia, ou seja, teria que ir direto aos depósitos de gordura para fornecimento de energia para que se possa completar a atividade.

Desde a publicação de seus estudos na renomada, mas extinta Revista norte americana Muscle Midia, no início da década de 1990, utilizamos sua proposta baseando-nos na tentativa com diversos atletas do bodybuilding internacional com sucesso. Nessa época estávamos no interior do maior templo do bodybuilding radical, nada menos do que a Temple Gym em Birmingham no Reino Unido. Muito embora não sedimentado em estudos conclusivos nessa época, nos foi muito eficiente a estratégia. Devem imaginar a estranhes que nos causou presunções opostas a efetividade de tal prática! Porém alguns estudos animadores vêm sedimentando nossas experiências.

No estado alimentado, a fonte predominante de energia é a reserva de glicogênio hepático e muscular, e a maior participação dos lipídios ocorre somente após 20-25 minutos de atividade. As proteínas, por meio da via proteolítica, são responsáveis por apenas 5-15% do fornecimento de energia neste processo. Já no estado de jejum, devido à baixa reserva de glicogênio e conseqüente reduzida participação da via glicolítica, a fonte predominante de energia são as gorduras, por meio da beta-oxidação, ou seja, os triglicerídeos são quebrados em glicerol e ácidos graxos e este último é convertido em Acetil CoA para posterior entrada no ciclo de Krebs e oxidação (CHAMPE, HARVEY, FERRIER, 1996). A literatura científica comprova que durante o aeróbio em jejum a presença de glicerol e ácidos graxos livres no sangue é significativamente maior do que no estado alimentado, reflexo da maior participação de gorduras (BOCK, RICHTER, RUSSEL et al, 2005; PACY, BARTON, WEBSTER, GARROW, 1985).

No jejum, a participação das proteínas se mantém entre 5-15% no processo de geração de energia, ou seja, o catabolismo muscular não é intenso desde que você não exagere no tempo e utilize alguns suplementos anti-catabólicos a fim de reduzir a proteólise.

Torbjorn relatou em seus experimentos que a proteína degradada diminuiu ao invés de aumentar durante a aerobiose em jejum. Em outras palavras, não se experimenta catabolismo muscular, mesmo em jejum. Em decorrência da grande utilização de ácidos graxos como fonte de energia no aeróbio em jejum. Segundo Champe e colaboradores (1996), ocorre um aumento significativo na produção de corpos cetônicos, responsáveis pela acidose sanguínea e conseqüente queda no rendimento, além de toxicidade quando presente em grandes quantidades.

O objetivo do aeróbico em jejum não é melhora de rendimento e sim maior queima de gorduras.

É importante salientar que sempre aconselhamos, mesmo para atletas confirmados, a introduzirem a aerobiose em jejum progressivamente, pois nem todas as pessoas se adaptam facilmente a atividades com essa natureza. Em estado de repouso, o organismo pode se adaptar ao jejum com certa facilidade, mas durante exercícios, a situação pode não ser tão simples. Muitas pessoas não conseguem se adaptar de forma eficiente à aerobiose em jejum e podem até desmaiar, reação de defesa do organismo que pode provocar danos neurais (AUER, 1983; DE COURTEN-MEYERS et al., 2000). Portanto, muito cuidado ao introduzir esse tipo de proposta. Normalmente, recomendamos para indivíduos aparentemente saudáveis, iniciar com um tempo de execução em torno de oito a 10 minutos, adicionando mais dois minutos a cada duas sessões até chegar a um período de 20 a 40 minutos de atividade.

Mas afinal, qual a relação da expressão "A gordura queima na fogueira dos carboidratos?"

No interior do ciclo de Krebs, existe um intermediário denominado oxalacetato, que é um dos responsáveis pelo funcionamento adequado do ciclo e oxidação do metabólito. A glicose é o principal precursor deste intermediário, ou seja, quando as reservas de glicogênio estão reduzidas a sua produção fica comprometida e o ciclo não "gira" com perfeição, não oxidando as gorduras de uma forma eficaz segundo alguns doutores. Informamos aos desinformados que a glicose não é o único precursor do oxalacetato, a via proteolítica também tem participação em menor grau (CURI, LAGRANHA, 2003). Além disso, nosso organismo é inteligente o suficiente para deixar reservada uma quantidade suficiente de glicose nas reservas corporais para atividade importantes, ou seja, a glicose ainda participará da produção deste intermediário, em menor grau é claro. Esta menor produção de oxalacetato causará uma queda de rendimento do indivíduo, mas ressaltamos novamente: o objetivo não é rendimento, e sim a oxidação de gorduras.

Algumas dicas importantes nesta atividade referem-se à utilização de algum termogênico antes do aeróbico a fim de potencializar a lipólise, a ingestão de 500 ml de água para prevenir desidratação, pois a água drena fluidos para dentro da célula e evita a quebra protéica; e a administração de aminoácidos de cadeia ramificada anteriormente com o objetivo de diminuir o catabolismo protéico e a espera de 20-30 minutos para realizar a primeira refeição do dia após esta atividade, pois o organismo continua a utilizar ácidos graxos após o exercício durante este tempo.

Destaca-se ainda que outro horário satisfatório para a inclusão de trabalho aeróbio efetivo para queima de gordura seria imediatamente após a sessão de treino com pesos. Após um treino com sobrecargas, que irá variar de acordo com os grupos musculares treinados, entre 30 e 40 minutos, costuma-se aproveitar o tempo que falta para completar uma hora ou uma hora e pouco, em um cicloergômetro qualquer. Nessa atividade extra já haveria uma solicitação lipídica maior, porque glicogênio já fora requerido em quantidade expressiva na atividade com pesos. Salientamos que essa estratégia não é utilizada no período off season, a não ser que a pessoa esteja concentrando mais gordura corporal do que o esperado nessa fase da preparação.

Diante disto, é evidente que a aerobiose em jejum é mais eficaz com o objetivo de maior oxidação de gorduras, contudo, o indivíduo sempre deve estar atento para não exagerar no tempo, da intensidade e no uso prolongado desta técnica, afinal todo exagero na vida é desaconselhado.

REFERÊNCIAS

CHAMPE, P. C.; HARVEY, R. A.; FERRIER, D. R. Bioquímica Ilustrada. 4 ed. Porto Alegre: Artmed, 1996.

BOCK, K.; RICHTER, E. A.; RUSSEL, A. P. et al. Exercise in the fasted state facilitates fibre type specific intramyocellular lipid breakdown and stimulates glycogen resynthesis in humans. J Physiol, v. 564, n. 2, p. 649-660, 2005.

PACY, P. J.; BARTON, N.; WEBSTER, J.; GARROW, J. S. The energy cost of aerobic exercise in fed and fasted normal subjects. The American Journal of Clinical Nutrition, p. 764-768, 1985.
CURI, R.; LAGRANHA, C. J.; PROCOPIO, J. Ciclo de Krebs como fator limitante na utilização de ácidos graxos durante o exercício aeróbico. Arq Bras Endocrinol Metab, v.47, n.2, p. 135-143, 2003.

AUER, R. N. Progress review: hypoglycemic brain damage. Stroke, v. 17, n. 4, p. 699-708, 1986.

DE COURTEN-MYERS, G.; HWANG, J. H.; DUNN, R. S.; MILLS, A. S.; HOLLAND, S. K.; WAGNER, K. R.; MYERS, R.E. Hypoglycemic brain injury: potentiation from respiratory depression and injury aggravation from hyperglycemic treatment overshoots. J Cereb Blood Flow Metab, v. 20, n. 1, p. 82-92, 2000.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DEMOLIDOR



Mensagens : 482
Pontos : 625
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/07/2009
Idade : 36
Localização : RIO DE JANEIRO

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Set 08, 2009 6:41 am

Muito bom Turatina.

Parabéns,
Júnior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
zagolee



Mensagens : 309
Pontos : 443
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Set 08, 2009 3:58 pm

Turatina escreveu:


Diante disto, é evidente que a aerobiose em jejum é mais eficaz com o objetivo de maior oxidação de gorduras, contudo, o indivíduo sempre deve estar atento para não exagerar no tempo, da intensidade e no uso prolongado desta técnica, afinal todo exagero na vida é desaconselhado.


Isto é que a maioria das pessoas não conseguem equalizar, basicamente, porque é difícil suprir as necessidades energéticas na medida do gasto calórico, por defesa do próprio organismo, ingere-se sempre mais que o habitual para suprir uma possível falta, um mecanismo regulador é o próprio exercício físico. Mas esta ânsia pelo tão desejado emagrecimento torna a grande maioria "radical" e o efeito subsequente da falta de alimento é refletida pelo mau humor, catabolismo (efeito contrário desejado).

Eu acho particularmente que os autores se saíram muito bem com o final do texto escrito em negrito, porque afinal, se alguém errar nunca nalguém poderá dizer que eles não avisaram... rs!

Abraços.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Turatina



Mensagens : 81
Pontos : 92
Reputação : 2
Data de inscrição : 07/07/2009
Localização : Brasília - DF

MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Ter Set 15, 2009 10:08 am

Exatamente Zagolee.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Aerobico em jejum   Hoje à(s) 6:13 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Aerobico em jejum
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mais uma sarada :: TREINO :: Treino aeróbico-
Ir para: